10 dicas para ser aprovado no Sinapse da Inovação!

 

Antes de dar essas dicas superimportantes, vou te explicar porque você deve participar do programa:

Você já ouviu falar da Chaordic?

Sabe quando você pesquisou na internet um micro-ondas para comprar e de repente começou a surgir vários anúncios parecidos para você? Ou quando você resolveu comprar um livro e aparece uma mensagem no site: quem comprou este livro, também comprou os seguintes itens? A Chaordic oferece essa ferramenta de personalização da experiência de compra online. Em 2015 essa startup foi comprada por 55,98 milhões de reais. E sabe como ela começou? No Sinapse da Inovação! E é por isso que hoje vou te dar algumas dicas para você que quer começar a empreender e quer a ajuda do programa.

1. O que devo escrever na minha proposta?

Seja objetivo! Informações repetidas em campos diferentes da proposta não vão te ajudar, na verdade podem até te prejudicar… Não tem problema você não ter utilizado o número máximo de caracteres! Use apenas o necessário para explicar o que precisa ser falado sem mais delongas!

2. Quais são os erros mais comuns?

Muitos empreendedores afirmam não ter concorrentes, e esse é um erro muito grave! TODO MUNDO tem concorrentes. Então se você ainda não souber, pesquise bem até achar! Nem sempre concorrência significa ter um produto igual ao seu. Para entender quem são seus concorrentes é preciso pensar em como o seu potencial cliente cura a sua dor hoje em dia. Vamos pensar em um exemplo simples: para colocar um quadro na parede a pessoa pode usar uma fita adesiva dupla face, um prego, cola, e etc. Nesse caso, se a empresa em questão fabrica pregos, ela não teria que ver como concorrentes apenas outras fábricas de pregos. É preciso pensar no Job to be done (trabalho a ser feito), para entender melhor seus concorrentes.

3. Qual o problema que minha ideia vai resolver?

Uma das coisas que você vai preencher na sua inscrição do Sinapse é a “oportunidade/desafio”, que você encontrou. É aí que você vai vender o seu peixe, mostrando a demanda por um serviço/produto que você irá oferecer (que será o próximo item). Evidencie com números e fontes confiáveis que esse problema realmente existe.

4. Qual a solução que eu ofereço?

Escreva e reescreva essa parte muitas e muitas vezes e peça feedbacks de conhecidos para ver se conseguiram entender a sua proposta. Geralmente quando alguém começa a empreender não sabe explicar de uma forma muita clara e sucinta qual a sua proposta, por isso esse feedback é essencial. Quando uma pessoa leiga entender do que se trata o seu projeto, você terá cumprido essa etapa com sucesso!

5. Quem vai empreender junto comigo?

Ninguém sabe fazer tudo sozinho! Aliás, você pode até fazer de tudo um pouco, mas é quase impossível ser bom em tudo. Então procure pessoas que possam agregar conhecimento na sua equipe, de forma que as competências sejam complementares.

Se a sua ideia é um aplicativo, certamente você precisará de alguém da área de programação. E nada melhor que um integrante da sua equipe, que realmente acredita na sua ideia, para resolver este problema. Alguém de fora (que não veste a camisa da empresa) pode te trocar por qualquer salário um pouco maior da concorrência. Então tente ter uma equipe comprometida e de diferentes áreas do conhecimento.

6. Qual minha proposta de valor?

Tente entender o processo de decisão de compra dos clientes, através dos clientes dos concorrentes. Por que eles tomaram a decisão de comprar essa solução? Por exemplo, se 60% dos potenciais clientes mostraram que se importam com a questão ambiental antes de comprar o produto, vale a pena você destacar isso na sua proposta! Você precisa descobrir o processo de tomada de decisão do cliente e trabalhar em cima disso.

7. Qual o estágio de maturidade da minha solução?

O Sinapse da Inovação é feito para quem está começando, muitas vezes com uma ideia no papel ou até mesmo alguém que acabou de abrir uma empresa. Um dos itens avaliados é a maturidade da sua solução, e o que vai te ajudar nessa etapa é ter realizado a validação da sua hipótese. De que forma você pode fazer isso? Fazendo entrevistas com potenciais clientes para entender se o seu produto/serviço possui uma demanda real e até mesmo utilizando protótipos para testar a usabilidade e se necessário realizar adequações.

8. O que é Inovação para o Sinapse?

Inovação não é um bicho de sete cabeças! Você pode fazer uma inovação radical, como o Uber fez com o serviço de transporte urbano, criando um novo modelo, por exemplo. Ou uma inovação incremental, que pode ser uma melhoria em algo já existente. No programa buscamos todos os tipos de inovações! Você pode inovar em comunicação; modelo de negócios, modelo de gestão, e etc.

9. Os fatos estão fora do escritório, dentro dele só existem opiniões!

Sempre que possível saia da empresa e pergunte se realmente esse problema existe, explique sua proposta de valor e receba feedbacks. Não fique triste com críticas, mas identifique oportunidades. Um dos principais problemas apontados por novas empresas é a dificuldade em encontrar clientes e realizar vendas. Geralmente, a falta de mercado está relacionada a um item fundamental negligenciado pelos empreendedores no início do empreendimento: a validação da sua ideia ou produto.

10. Faça!

Todo mundo tem ideias boas, mas quem faz a diferença é quem realmente implementa! Então não perca tempo!

Agora que você já sabe o que fazer para ser um dos selecionados a entrar no programa, fique ligado nos próximos editais do seu estado! O Sinapse já existe em Santa Catarina, Espírito Santo e no Amazonas.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *