Como metas inteligentes podem te ajudar a atingir objetivos

Imagine que uma equipe de corrida tenha sido destinada a competir numa determinada prova. Se os atletas não souberem: quando será a prova, porque ela é importante e se é possível alcançá-la, pode ser que o resultado final, que é realizar a prova, se torne ainda mais desafiador para esta equipe.

Em analogia, no mundo dos negócios acontece o mesmo. É preciso ter muita atenção ao criar objetivos, pois se não forem detalhados corretamente, podem não subsidiar você e sua equipe de motivação suficiente para cumpri-los. Se você precisa de mais um exemplo para tornar real esta situação, basta se lembrar da clássica promessa de início de ano sobre perda de peso ou ter um corpo sarado. Um objetivo, sem uma meta inteligente e bem descrita, não passará de uma boa intenção.

Se você chegou está aqui, é porque você já entendeu que é preciso virar o jogo e agora deseja compreender como tirar os seus sonhos do papel. Para nos acompanhar nesta jornada, apresentaremos uma ferramenta poderosa para atingir os seus resultados: a meta SMART.

Do inglês, o termo “smart” significa inteligente. Logo, uma meta SMART compreende-se em um conjunto de requisitos que tornarão os seus objetivos em ações factíveis que, com consistência e persistência, 

poderão ser alcançadas.

Cada letra desta palavra, neste contexto, tem um significado diferente. Os 5 critérios para se criar uma meta inteligente são:

S (Specific): Específica

Uma meta precisa ser específica, para que todos os componentes da equipe envolvida tenham clareza e entendimento sobre o que se trata e o que se pretende com ela.

 

M (Measurable): Mensurável

No mundo dos negócios, pelo menos, a palavra “métrica” é bastante difundida. Alguns verbos como medir, avaliar e mensurar são sinônimos de uma ação que você deve tomar: quantificar a sua meta, a fim de que você tenha como acompanhar seu desempenho.

A (Attainable): Atingível

Uma meta feita é para ser atingida, certo? Logo, realizar uma boa estimativa é um dos fatores chave que influenciará na motivação de equipes para alcançar os resultados pretendidos. Uma boa dica é buscar dados históricos internos e externos a sua empresa, a fim basear-se em uma previsão coerente que tenha a possibilidade de ser atingida.

R  (Relevant): Relevante

Voltamos ao exemplo da equipe de corrida, para o seguinte questionamento: caso a competição não seja relevante para os objetivos individuais e coletivos, porque os atletas gastariam seus recursos para alcançá-la? Uma meta que não gere um impacto perceptível e faça sentido aos executores e tomadores de decisão dificilmente será considerada e levada adiante.

 

T  (Time based): Temporal

Por fim, uma meta esperta precisa ter um prazo muito bem determinado, com informações sobre seu o início e fim. Uma meta sem um prazo é como aquela promessa de saída com um amigo que você não sabe quando vai acontecer, porque “depois vocês combinam” ou vocês “vão se falando”.

 

Depois dessa explicação, vamos ver como ficou a nossa meta no método SMART? Ainda sobre o exemplo da equipe de corrida, que pode ser escrita da seguinte forma:

“A equipe de corrida brasileira atingirá o marco de 55s na modalidade de revezamento, no período entre abril de 2018 a julho de 2020, para garantir a primeira colocação nos Jogos Olímpicos de 2020 em Tóquio”.

 

Se este artigo fez sentido pra você e te impactou de alguma forma, compartilhe nas redes sociais para que mais pessoas conheçam essa incrível ferramenta que ressignificará a sua forma de materializar os seus sonhos.

Agora que você tem um meta bem definida e inteligente, você pode validar aquela sua ideia engavetada. 🙂 Saiba como validar a sua ideia ou produto para garantir a sobrevivência e crescimento do negócio neste link.

 

Nos vemos no próximo artigo, até mais!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *