O professor e pesquisador Alejandro Rafael Garcia Ramirez, sócio-fundador da empresa Háptica Tecnologia, contemplada na terceira edição do Sinapse da Inovação Santa Catarina, participa entre os dias 3 e 9 de julho da 68ª Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), que ocorre na Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB), em Porto Seguro.

No evento, ele apresenta suas pesquisas na área de tecnologias assistivas, que têm entre os destaques a Bengala Longa Eletrônica para deficientes visuais, fruto de um projeto desenvolvido na Universidade do Vale do Itajaí (UNIVALI) em parceira com outras instituições.

O equipamento funciona como uma extensão do tato de seus usuários, por meio de um sistema de sensores instalado dentro do punho do dispositivo que, ao detectarem um obstáculo, fazem com que uma resposta tátil seja enviada ao usuário por meio de uma vibração na própria bengala. Os sensores identificam obstáculos dentro de um raio de 1,5m e, por meio de vibrações e sons, avisa quando há algum objeto próximo.

A Bengala Longa Eletrônica é o primeiro aparelho do gênero no país e várias instituições reconheceram sua relevância com prêmios e subvenções, entre elas: Finep, CNPq, Instituto de Tecnologia Social (ITS Brasil), Museu da Casa Brasileira e Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (FAPESC).

Haptica

Fonte: UNIVALI

Comments are closed.